Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

russomanias

russomanias

Desesperados

É uma verdade comum dizer que esta vida nem sempre é justa e que ainda está para vir o dia em que tudo se passa conforme o esperado. Algumas vezes por culpa nossa ou em resultado das contingências do inesperado, determinados objectivos ficam pelo caminho ou são desvirtuados à luz do que pensavamos ser possível de atingir ou tinhamos como quase certo de concretizar. Perante a mais que certa inconstância do advir, só nos restam duas de três soluções. A primeira, é fazer o que é necessário e aguardar pacientemente que tudo corra pelo melhor; a segunda, é fazer o que é possível e assumir que pouco mais há a fazer; a terceira, que há que evitar mas a mais comum entre os mortais, é fazer somente o que nos permitem fazer e entrar em desespero perante a nossa própria incapacidade.

 

A terceira atitude é precisamente aquela que temos presenciado ao PSD e ao CDS na Assembleia da República nestes últimos dias. Impedidos, porque em minoria de deputados, de continuar a fazer o que tinham vindo criminosamente a fazer nos últimos quatro anos, isto é, prosseguir com as políticas autoritárias de dura austeridade para com a parte mais débil da população e a venda, ao desbarato e até ao último rincão, de todo o bem nacional passivel de agradar ao grande capital, e incapazes agora de vislumbrar tão cedo uma possível saída do lamaçal em que se meteram, disparam para todos os lados onde se vê lura e sai coelho, brandem todos os dias, e de cima a baixo, as mais terríficas suspeitas de conluios e maquinações à esquerda e ao que chamam de "extrema esquerda", tentando assustar os incautos com supostas "jogadas" dos incríveis 8,25% do PCP contra os coitados 91,75% da restante Assembleia.

 

Cansados de tanto bater no molhado e sem vergonha alguma na cara, vêm agora argumentar com uma suposta "ilegitimidade" do Governo PS suportado pelo BEPCP e Verdes, argumento não corroborado pelo espírito e letra do texto constitucional, nem por nenhum constitucionalista ou professor de direito dignos desse nome.

 

No fundo o que PSD e CDS andam é... desesperados.