Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

russomanias

russomanias

Era uma vez um país que tinha os "cofres cheios" e que...

Era uma vez um país do sul da Europa que entregou a sua soberania a uns fedelhos apelidados de Troika e que, de um momento para o outro, tratou o seu próprio povo como um rebanho de carneiros ao serviço dos interesses da germânica preponderância. Nesse país viviam perto de dez milhões de pessoas com um nível de vida dos mais baixos do continente mas, mesmo assim, entenderam esses fedelhos, e seus representantes socialistas e sociais democratas no Governo, que a maioria da população vinha vivendo há muito tempo bastante acima das suas possibilidades e, vai daí, trataram logo de apertar o garrote a esses malditos consumidores compulsivos com impostos e mais impostos, impelindo-os à falência, ao desemprego e à emigração, em que só aqui foram mais de 300.000. Por tudo isto, a Ministra da Finanças desse país rejubila agora de contentamento, pois segundo diz está com os "cofres cheios".

 

Era ainda uma vez um pais do sul da Europa que vendeu a sua alma e a sua dignidade a uns bastardos especuladores apelidados de Troika e que, para pagar pontual e impreterivelmente as obrigações irreflectidamente assumidas, fechou Hospitais, Escolas, Centros de Saúde Tribunais, colocando assim em perigo a vida de milhares de pessoas, com doentes dias e dias a fio nos corredores dos Hospitais e a morrerem sem serem previamente assistidos pelos médicos, com milhares de alunos a desistirem de frequentar a Escola e a mais elementar Justiça a ser denegada a quem dela urgentemente carece. Com tanto desvio de recursos de áreas essenciais para o desenvolvimento desse país e para o bem estar da sua população, o nível de vida desse país recuou décadas atrás mas, mesmo assim,  a sua Ministra das Finanças continua na dela de que está confortavelmente com os "cofres cheios".

 

Ora, estando a maioria da população desse país presentemente de "cofres vazios" e mais de dois milhões de pessoas em pobreza extrema, só não dissemos ainda que país é esse. Não querem tentar adivinhar?...