Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

russomanias

russomanias

Futebol de ataque

Se no puro terreno da bola a idade nem sempre é um posto, antes pelo contrário, já aos comandos de um clube de futebol a idade parece ser mais do que um posto... é uma garantia de sucesso! Veja-se o caso do franganote e verde Bruno do Sporting, que até aqui há uns meses andava de peito feito e arrotava bravura futebolística por tudo quanto era canal de TV. Ele era o maior, o único detentor da verdade no mundo da bola... o resto eram só vigaristas e compradores de árbitros. Berrou contra o Benfica, atroou contra o Porto, malhou forte no ultimamente calado Vieira, insultou e distratou o Pintinho do clube do norte. Enfim, verdadeiro Deus era somente o Bruno... o resto era pura e esconça velharia. Como se diz cá no Porto... arrogante do caraças!...

 

Muito me admira ultimamente a postura do "red" Vieira, figura cimeira do sempre grandioso Benfica. Outrora falador inveterado contra o sabidola e calejado Senhor dos "azuis", não perdendo nunca uma oportunidade para o tratar do piorio, decidiu há uns tempos a esta parte calar-se e passar finalmente ao necessário trabalho... e os resultados estão à vista. Desde que mudou de atitude relativamente ao "velho" inimigo e lhe copiou os passos... mais dois campeonatos na gaveta!... e fez muito bem, que isto de insultar por insultar e o outro é que ganhava sempre não tem piadinha nenhuma, nem os sócios continuariam a cair por muito mais tempo naquelas conversas da treta. Aprendeu a lição com quem sabia muito mais de futebol e da vida do que ele... o que é de louvar.

 

Já quanto ao sempre fiúza e nortenho Pintinho pouco mais há a dizer. O humilde e laborioso Porto é uma autêntica fábrica de fazer carcanhós. Compra jogadores na Colômbia por dez tostões e vende-os ao Real e ao Chelsea por dez milhões. Cai durante um ano mas ganha dinheiro, no ano seguinte está já na berra e a malhar p'ró título. E como a idade e a sabedoria na direcção do futebol é uma cátedra, juntou-se ao sulista e doutorando Vieira e pregou uma valente pranchada no caloiro e arrogante Bruno, que em vez daquele vozeirão de espanta pardais canta agora escaganifadamente que nem garnizé... que é o que ele no futebol é.

 

À boa maneira portista... viva o futebol de ataque!...