Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

russomanias

russomanias

Onde se fala de santinhos, bruxos e eleições

Eu e alguns colegas meus quando eramos putos e viamos um padre na rua era habitual corrermos para ele a pedir-lhe um "santinho", que era nem mais nem menos que uma pequena imagem de um santo impresso num pequeno rectangulo de papel. Por vezes, em Junho, na altura das festas populares do Santo António, do São João ou do São Pedro, todos juntos também montávamos pequenas e bem enfeitadas cascatas nos passeios das ruas, ornamentadas com bonecos de barro de algum santeiro de Avintes ou de Coimbrões, e lá iamos nós, a correr, pedir a quem passava umas moedinhas para o santo da ocasião. Claro que nem sempre tudo corria bem, pois se pediamos uma moedinha a alguém e não iamos equipados devidamente, a pergunta do passante era óbvia: "para que santinho pedes tu, meu menino?" Claro que se dissessemos que pediamos para o São João mas não levavamos o santo de barro respectivo, a resposta não tardava: "então andas a pedir para o São João mas não trazes o Santo?". Pelo que... moedinha nem vê-la!... Quando era menino, como se vê, eu acreditava em santinhos.... mas, como já disse, nem sempre as coisas corriam bem.

 

Aqui há dias também se soube que alguém do clube cá da terra foi a uma consulta a um bruxo para armadilhar o terreno ao glorioso Benfica, com a intenção clara de beneficiar quem de todo não merecia e prejudicar os que tinham suado as estopinhas e corrido até cair para o lado. O bruxo era infalível, diziam, e todos ficaram surpresos quando o Benfica mandou o tal bruxo às malvas e se sagrou campeão. Será que a bola de cristal estava com as pilhas em baixo ou ainda haverá pessoas neste mundo com o cérebro a funcionar a carvão de choça?...

 

A última novidade é que andam para aí uns comentadores, ditos políticos, e que pedem em simultâneo e a pés juntos o "voto útil" no PSD/CDS ou no PS nas próximas eleições. Só numa dessas duas possibilidades é que vale a pena os portugueses votarem, dizem, pois os restantes partidos não têm interesse e vão ser cilindrados. Perante as inacreditáveis e ditas infalíveis "certezas" desses conhecidos "bruxos", um deles tão pequenino que mal chega à tijela da sopa, só me resta perguntar-lhes, como me fizeram quando eu era puto... "para que santinho pedem vocês, meus meninos?"...