Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

russomanias

russomanias

Velhas Oportunidades

Como bom português sinto-me muito feliz e muito satisfeito com o autêntico mar de maravilhas com que o nosso pequeno mas extraordinário país tem sido bafejado. Não é só já bem o caso daqueles nossos benfeitores que estão lá bem instalados no governo prometerem que vamos entrar na lista dos dez países mais competitivos do mundo, caso que certamente conseguiremos com o acerto  (para baixo...) do nosso ordenado mínimo para os níveis aí do Bangladesh ou do Suriname, mas também pelo facto de, segundo eles, o nosso futuro ser dos mais risonhos que se possa imaginar, tanto para novos, velhos como os de meia idade. É que, e é bom que se diga, nada mais foi como dantes a partir da altura em que os nossos doutos governantes decidiram acabar com aquela despassarada maluqueira das Novas Oportunidades, esse, para eles, estúpido programa que tinha como objectivo, vejam lá, chamar de novo à escrita, à leitura, aos computadores e aos números aquelas carradas de pessoas que tinham acabado os estudos numa altura em que precisaram de ir trabalhar para sustentar a casa e a família.

 

Acabadas que foram as Novas Oportunidades, voltou-se então à conhecida e sábia fórmula das Velhas Oportunidades, isto é, de subir na vida a todo o custo e a qualquer preço não já através de um certificado ou diploma, mas sim através de uma conveniente e oportuna inscrição num dos três partidos do "arco do poder", uma boa "cunha" partidária num dos muitos Ministérios e Secretarias de Estado ou então no presidente da Câmara ou da Junta lá da terrinha. Mas reparem, pelos vistos tudo funcionou como o previsto pelo governo e os velhos "empregos" dispararam a crescer por tudo quanto é lado, tendo o próprio INE sido obrigado a rectificar, para baixo, os níveis de "desemprego" inicialmente contabilizados. Mas que maravilha, só podemos todos concluir, agora sim, vale a pena viver em Portugal!... e quanto aos 400.000 portugueses que emigraram a partir de 2011 só podemos concluir que o fizeram porque não se deram ao trabalho de enviar o "curriculum" a quem de direito lá no partido ou então não se quizeram sujeitar às demais imposições das bem portuguesas... Velhas Oportunidades!...