Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

russomanias

russomanias

Quanto pior melhor... PORTUGAL!!!...

Lembram-se daquela fábula de Esopo sobre a lebre e a tartaruga? Pois é, a tartaruga não era nada favorita mas no fim foi quem terminou a corrida em primeiríssimo lugar. Devagar, muito devagarinho, aproveitando-se dos erros e facilidades concedidas pela adversária, a tartaruga acabou por levar de vencida a sua, à partida, invencível concorrente. Em suma, e como moral da história... "de vagar se vai ao longe". E assim, no próximo domingo vamos ter na final do Euro 2016 contra a França não uma selecção de Portugal até agora brilhante, espectacular, de encher o olho mas, pelo contrário, uma selecção muitíssimo pragmática, corredora de longo curso, paciente, calculista, oportunista no sentido desportivo do termo. Tem feito jogos bonitos de se ver?... não. Tem feito exebições exuberantes?... também não. Tem marcado golos até dizer basta?... naturalmente que não. Mas, melhor ou pior, tem desbaratado, um a um, os adversários que lhe têm aparecido pela frente, tem evidenciado garra e descernimento colectivo, tem-se mostrado segura e sem qualquer tipo de receio ou mêdo perante equipas que, à partida, estariam melhor predestinadas. E isso não é bom?...

 

Claro que é bom. É mesmo muitíssimo bom!... Em anos anteriores temos tido equipas no Euro e nos Mundiais de futebol com exebições fantásticas, com golos fenomenais, com colectivos e valores individuais de topo em qualquer parte do mundo. Mas, fóra tudo isso, nunca trouxemos para casa o comprovativo do nosso valor, nunca vencemos nada a nível de selecção sénior. Por isso, se é a jogar mal e porcamente que vamos chegar ao "caneco" que os quinze milhões de portugueses tanto suspiram, se é a fazer jogo feio e a rapilhar "cientificamente" a bola dos pés dos adversários e a marcar golos ao calha e quando a Nossa Senhora de Fátima quizer, se assim está predestinado que assim seja, tudo à defesa e entupam a nossa baliza de qualquer maneira e tudo ao ataque e fé em Nosso Senhor Jesus Cristo.

 

Se é desta forma que nos vamos afirmar na Europa como nação orgulhosa e batalhadora... quanto pior melhor PORTUGAL!!!...