Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

russomanias

russomanias

Desesperados

Não é preciso ler e reler o Expresso ou o Público para verificar que os habituais trauliteiros da direita portuguesa andam todos desesperados. Basta ouvir os telejornais da SIC durante cinco escassos minutos para logo darmos conta que a irritação que por aí vem grassando é muita e não tanto pelo que a tal de "geringonça" faz ou deixa de fazer, mas mais pelo facto de pressentirem que vai durar ainda muito tempo antes que voltem de novo a colocar os santíssimos calcanhares no almejado e tão anteriormente para eles proveitoso e amadíssimo "poleiro". Assuncão Cristas, a cristalina nova metrelhadora do outrora apelidado partido do "taxi", antes que pela sua efectiva responsabilidade na desastrosa política de austeridade venha a transformar-se no partido da "lambreta" ou no da "bicicleta", veio esta semana dizer, para tentar evitar o desastre, que tudo irá fazer para que este governo tenha "um prazo de validade curto". Passos Coelho, que para os mais avisados se tem posicionado como o mais firme sustentáculo de António Costa, dado que enquanto se mantiver como manda-chuva do PSD é certo e sabido que a "caranguejóla" não sai do sítio, tem dado igualmente sinais de uma pavorosa incontinência e desespero irracional, pois que, passados seis meses, o país, segundo diz, está "pior" que no tempo dele, ou melhor, está um "desastre".

 

No meio deste desespero, até dá pena presenciar a pobreza da encenação, pedindo Passos Coelho e Assunção Cristas à Comissão Europeia para que não penalize o país pelo facto do não cumprimento do déficit, enquanto os seus deputados, lá fóra, no Parlamento Europeu, votam por sanções contra Portugal, mas com a "força máxima". Naturalmente que António Costa não deverá andar a dormir na formatura e já estará farto de manjar todas estas desesperadas habilidades, tendo já entretanto a Procuradoria Geral da República desmontado os famosos "direitos" dos milionários "colégios" da "elite" liberal habituada a viver e a enriquecer à custa do Estado e tudo aparenta que o imbróglio dos estivadores do Porto de Lisboa, deixado por Passos e Portas, esteja em boas condições de ser finalmente resolvido.

 

Até aqui, pois, a periclitante "geringonça" leva larga vantangem sobre a desajeitada "caranguejóla"... e por isso têm andado os "extremistas" da direita tão desesperados!...

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.