Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

russomanias

russomanias

Pela boca morre um acordo

Já ouviram certamente falar naquele ditado popular que diz que "pela boca morre o peixe". Pois é, serve isto para dizer que pela boca também pode morrer um acordo. Mas onde é que se já viu andarem os três partidos, PS, BE e PCP, a negociar um acordo entre os três e vir um deles dizer cá para fóra, antes do "preto no branco", que já se acordou isto e mais aquilo, que ainda falta acertar isto e quanto àquilo está quase. Só mesmo alguém muito tapadinho para vir cantar de galo antes de estar tudo muito bem esclarecido e firmado no papel. Porquê então Catarina Martins se tem ufanado em dizer à boca cheia, desde o dia das eleições, que o acordo entre os três partidos, BEPCP e PS, é canja e que tais e tais pontos do acordo, discriminando-os, estão já acordados?

 

Em primeiro lugar, só mesmo por pura ingenuidade militante pode Catarina Martins pensar que a revelação antecipada de assuntos discutidos para efeitos de acordo, mesmo antes de este ter sido assinado, não dá trunfos e esperanças aos partidos da direita de vir a terreiro lançar a confusão e apontar o caminho para campanhas de intoxicação da opinião pública. Não vê ela que é precisamente isso que o PSD e o CDS pretendem, isto é, apossarem-se do máximo de elementos sobre o acordo em discussão e lançarem o quanto antes "veneno" atrás de "veneno" nos principais orgãos de informação, com vista a um imaginário e santificado levantamento reaccionário contra um governo liderado pelo PS?

 

Em segundo lugar, se Catarina Martins pensa que de todo o alarido que tem feito sobre o acordo isso lhe poderá e deverá dar mais dividendos que aos restantes dois partidos, isso só pode significar um mau começo para aquilo que se pretende seja um acordo duradouro para toda a legislatura, pois nada há que nos faça mais desconfiar de alguém do que sentirmos que esse alguém nos pretende passar a perna na melhor altura. Esperemos que não. Confiemos em que estas minhas suposições não tenham fundamento e que das "bocas" de Costa, Catarina e Jerónimo saia finalmente um bom e duradouro... acordo para quatro anos!...

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.